anterior
Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+Email this to someoneShare on Facebook
QR CODE

Superfish: Aplicação dos Computadores da Lenovo é identificada como malware

assistencia-tecnica-lenovo

Recentemente, alguns usuários de computadores Lenovo relataram falhas de segurança em uma aplicação nativa do próprio Lenovo, o Superfish, um sistema pouco conhecido de “visual search”. A empresa de mesmo nome (Superfish), que também trabalha com provedores de anúncios em Palo Alto – Califórnia, tem sido alvo de acusações sérias sobre falhas de segurança em seus sistemas de busca e anúncios.

A Lenovo tem grande parcela de culpa ao colocar uma aplicação com potencial risco de segurança, mas até o presente momento não se obteve nenhum anúncio por parte da empresa sobre o caso.

Os usuários que utilizaram os serviços da empresa foram interceptados no tráfego de envio dos anúncios. A empresa é liderada pelo ex-funcionário da Intel e ex-técnico de segurança, Adi Pinha. O mesmo tem sido criticado por usuários em todo mundo desde a criação da Superfish em 2006.

 

Window Shopper

Fóruns de outras empresas já relataram casos como o da Apple, que desde 2012 têm sido alvo de reclamações por parte dos usuários sobre a tecnologia chamada de Window Shopper, desenvolvida pela Superfish. Ele abre brechas nas máquinas junto a outros programas como, por exemplo, no download do Java (Oracle) e, em outros casos, através da extensão “Awesome Screenshot”, contida no Google Chorme, que envia dados de históricos pela rede. Na verdade, a maioria dos usuários não chegaram sequer a notar a existência do aplicativo até que o mesmo começasse a irritá-los com várias propagandas com os temas de pesquisas.

Vocês já devem ter percebido isso quando fazem uma busca e imediatamente após vem as propagandas sobre o assunto pesquisado… “nossa, como eles sabem!?’. Pois é, eles sabem e usam essas informações da forma mais maliciosa possível.

blog

 

Uma simples busca no Google e todas as informações captadas eram enviadas e repassadas para o usuário em forma de propagandas camufladas e embutidas com malwares ou vírus.

Isso não é um problema apenas para utilizadores do Google Chrome, já que a extensão é para todo e qualquer sistema de buscas. Alguns especialistas afirmam que a culpa não é exatamente da Lenovo, já que a mesma faz apenas a ponte entre o serviço, mas espera-se que a mesma deva ter o mínimo de bom senso ao usar o próprio nome para divulgar aplicações não confiáveis.

Por isso, tomem sempre cuidado com os programas que vocês instalam no computador. Leiam o processo completo de instalação, optem pela instalação personalizada (lembram-se daquela Ask Bar insuportável que era instalada no browser?), leiam todas as informações.

Não cometam o famoso “NNF” – Next > Next > Finish. Grande parte dos programas como o Window Shopper são instalados pelos próprios usuários, que saem clicando nos botões sem ler avisos e procedimentos.

 


 

984104_641210682632980_8660469671947550607_nJosé Rubens de Araújo Wanderley (27 anos), Coordenador de Cursos em Butantã, professor durante 2 anos na unidade do Butantã e estudante do 2º ano de Ciências da Computação da USJT. Técnico de Informática, Projetista e Programador.

“Oi! Eu sou Gouk… ‘ops’ =p Olá Pessoal, meu nome é José Rubens, mais conhecido apenas por Rubens. Nasci em Patos-PB e moro há 2 anos em São Paulo/SP, gosto de games, animes, HQs, filmes, tudo relacionado a cultura Japonesa e afins. Curto Metal, Hard Rock e recentemente descobri um afeto pelas músicas da Katy Perry O.o”

Próximo

Postado por

Postagem Relacionada

Vírus
Vírus: o que são e como agem? Desde sempre aprendemos que na internet existem vírus. Mas o