anterior
Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+Email this to someoneShare on Facebook
QR CODE

Redes sociais na vida profissional

Já parou para analisar a proporção e o espaço que as redes sociais têm tomado na sociedade? Antes algo que era apenas para a diversão e entretenimento para muitos hoje se tornou coisa séria. Muitas empresas estão levando o que era apenas uma “brincadeira” como base para decisões importante referente ao quadro de funcionários dentro da empresa.

Como estragar sua carreira profissional

Todo mundo está super “antenado” no mundo virtual, e mais ainda nas redes sociais, tais como twitter, facebook, entre outras, inclusive as empresas e o mercado de trabalho, já faz algum tempo quando o Orkut era considerado como a febre das redes sociais já era especulado sobre o papel das redes sociais na vida profissional, porém muita coisa mudou.

Se antes as redes já estavam chamando a atenção no âmbito profissional, agora essas mesmas redes são capazes de influenciar em decisões importantes para as empresas, desde a contratação de um profissional até a demissão do mesmo. 

Fora do Horário de trabalho

Fora do Expediente

Como de costume, o que se faz depois do seu expediente de trabalho faz parte da sua vida pessoal e não profissional certo?

ERRADO!

Com a conectividade em tempo real, as empresas monitoram perfis no momento da contratação do possível funcionário, e também dos que já fazem parte do quadro de funcionários da empresa. O setor de Recursos Humanos monitora perfis em busca de publicações que possam no futuro denegrir a imagem das empresas perante seus clientes, afinal não podemos esquecer, agora estamos todos conectados! 

O que exatamente as empresas analisam?

Redes sociais nas empresas

Tudo é analisado, desde as comunidades em que participa fotos que posta, até um simples comentário. Existem empresas que no momento em que está contratando o funcionário exige que o mesmo assine um contrato de confidencialidade, deixando o funcionário ciente que fotos ou informações das empresas não devem ser publicadas em qualquer lugar sem a prévia autorização da empresa. Então nos perguntamos e isso não seria invasão de privacidade, abuso ou exagero das empresas. Se tratando de uma reputação manchada pode ter um custo muito elevado, talvez podemos entender tal comportamento dessas organizações.

Onde está o problema?

Problema das redes sociais

O grande problema está no conteúdo que os funcionários possam publicar que possa afetar direta ou indiretamente a empresa, que mesmo com a demissão do funcionário dependendo do tipo de comentário poderá não ser capaz de recompor sua imagem perante aos seus clientes. Claro qualquer problema ligado a imagem da empresa está ligada também a perda de lucros ou oportunidades de novos negócios.

Muitas empresas buscam fazer parte das redes sociais, pois somente nas redes sociais é possível encontrar milhares de pessoas conectadas ao mesmo tempo, nem se abrisse um comércio no melhor ponto do país, conseguiria reunir ao mesmo tempo tantas pessoas. Esse volume de pessoas gera dinheiro e também se não souber trabalhar com essa poderosa ferramenta poderá ser um tiro no pé, e trazer um grande prejuízo.

Como o profissional deve agir?

Como reagir

Primeiramente ter cuidado com o que comenta, com as suas postagens, mesmo que indiretamente não se deve abordar sobre a empresa ou seu serviço, nem que seja um desabafo, lembre-se todos podem ter acesso aquele conteúdo!

As redes sociais são um convite tentador para expor seus sentimentos e pensamentos, reúne muitas pessoas e te dar a sensação de que não está sozinho, principalmente coloca um comentário tarde da noite e alguém vai lá e “curti”. Sem contar que já é da natureza do ser humano ter a necessidade de se expressar, esses são os fatores que podem te conduzir ao erro.

Segue alguns cuidados que se deve tomar para não cair nessa armadilha:

  • Evitar postar comentários negativos sobre a empresa em que trabalha;
  • Abordar fatos e experiências da empresa em fóruns públicos, mesmo que indiretamente;
  • Publicar informações pessoais, ou até mesmo as atividades realizadas;
  • Ter cuidado ao publicar fotos, principalmente as tiradas no ambiente profissional;
  • Ter cuidado ao expor suas opiniões (mesmo sabendo que as redes sociais foram criadas para esse propósito);
  • Evitar postar informações ou reclamações sobre serviços anteriores;
  • Ter cuidado na hora de redigir as mensagens, se preocupando com a ortografia e gramática;
  • Utilizar a rede para falar o que falaria pessoalmente.

Entre essa lista existem vários itens que se deve tomar cuidado, afinal qualquer um desses itens se não forem seguidos, poderão custar o seu emprego!

Algumas pessoas sofreram com a perda do emprego, com apenas um simples comentário de no máximo 140 caracteres.

Se quiser matar a curiosidade de ver alguns motivos por qual muitas pessoas perderam seus empregados por causa das redes sociais basta clicar aqui. 

E agora será tarde de mais? Postei algo que não deveria!

Como reagir

Se já publicou algo sobre a sua empresa corra e se antecipe, modifique, exclua o comentário ou foto. Não espere que alguém reclame, retire antes que alguém perceba.

Agora se já perceberam, não há mais o que fazer. Basta aguardar o julgamento da empresa sobre o comportamento apresentado e caso ganhe a segunda chance. Não há desperdice!

Espero que tenham gostado, curta e compartilhe, aproveite e mande esse post para aquele amigo para que não aconteça com ele o que aconteceu com muitos profissionais por aí.

Até o próximo post!

Próximo

Postado por

Professor de Informática da Escola Microcamp de Praia Grande, desde 2009. Formado em Técnico em Informática na Escola Técnica Adolpho Berezin e Bacharelado em Sistemas de Informações na Faculdade do Litoral sul Paulista. Lecionar é o que me motiva todos os dias e tenho muito orgulho de fazer parte da família Microcamp. “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina” – Cora Coralina

Postagem Relacionada

A primeira entrevista em inglês
Do you speak English? Seja em inglês, português, italiano, japonês ou qualquer outro idioma, uma