anterior
Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+Email this to someoneShare on Facebook
QR CODE

Os 7 melhores países para se estudar Inglês

Quando você está à procura de uma escola de Inglês, a primeira prioridade é decidir em que país você gostaria de estudar. Esta decisão é baseada em vários fatores diferentes. Algumas pessoas tem um interesse prévio em um país, enquanto outras são motivadas por qual país é o mais barato para estudar Inglês. De todos os países de língua inglesa para Inglês padrão os mais procurados são: o Reino Unido, Irlanda, EUA, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e África do Sul. Há também a opção de países de língua inglesa como Caribe e Malta (embora não seja a primeira língua).

capa-intercambio

Se você escolher a Irlanda, o Reino Unido, Canadá ou a costa leste dos Estados Unidos, setembro e fevereiro você vai ter que lidar com o frio. Se você escolher a Austrália durante estes meses você vai experimentar a estação mais quente. Se você escolher o Reino Unido ou Irlanda, estes estão mais próximos dos demais países europeus, o que torna o turismo mais fácil e menos demorado. Se você escolher a Austrália ou os EUA você terá distâncias muito maiores para cobrir. Cada país terá pontos positivos e negativos, dependendo da experiência que você está procurando.

Existem muitas agências de intercâmbio, mas você também pode fazer da sua viagem mais econômica optando por contatar a escola e moradia por conta própria. Basta você escolher o país que gostaria de ir, pesquisar o regulamento do país para a estadia de estrangeiros (quanto tempo demora o visto, exigências para obtê-lo e etc.) e escolas de inglês na região desejada. Entre em contato com a escola via e-mail que a escola já te encaminhará a documentação necessária que você irá precisar, além de valores e outras informações.

Ainda pela internet você pode pesquisar hotéis ou albergues para sua estadia assim que chegar ao país, pois ao chegar ao seu destino será muito mais fácil achar um local fixo para morar.

Agora vamos ver os pontos NEGATIVOS e POSITIVOS de fazer intercâmbio para alguns países.

londres
Estudar Cursos de Inglês em escolas no Reino Unido

PROS +
O Reino Unido tem a mais longa tradição de ensino de Inglês e milhares de escolas para escolher. Comparado a outros locais nas cidades que estão mais próximos, o que é excelente para o turismo, embora que, trens e ônibus são caros. O lugar mais caro para estudar é Londres, onde ambas as taxas do curso e o custo de vida são altos. Quanto mais longe de Londres você vai, mais barato o custo. Diz-se também que quanto mais longe de Londres você vai, as pessoas mais amigáveis se ​​tornam. A Escócia tem uma reputação de ser muito acolhedora. Há uma grande variedade de cursos que são bem projetados e testados. Também com tanta história e cultura para experimentar. É difícil ficar entediado.

CONT –
É mais caro do que em outros países. O clima é frio e úmido. Existe uma grande divergência entre os acentos. Entre EUA, Austrália e África do Sul o acento não muda muito porém ao longo de centenas de quilômetros no Reino Unido, cidades vizinhas podem ter diferenças perceptíveis na pronúncia. Ser um destino popular para estudar Inglês significa que há muita concorrência de outros estudantes para o trabalho. Estima-se que até 25 % das escolas são fictícias criadas para facilitar o acesso ao trabalho legalizado, mas não ministram aulas.

irlandaEstudar Cursos de Inglês em escolas na Irlanda

PROS +
A Irlanda é conhecida como um país muito amigável, e muitos estudantes dizem que é um dos lugares mais fáceis de fazer amigos. As famílias hospedeiras têm uma reputação de serem muito acolhedoras.  Os custos são mais baratos do que na Inglaterra, enquanto o Inglês falado é semelhante ao padrão Inglês Britânico (com um leve sotaque). A Irlanda é uma boa base para explorar o resto da Europa. Voos baratos para o Reino Unido e por todo continente, viajar é barato e fácil.

CONT –
O clima é frio e úmido na maior parte do ano. A maioria dos estudantes dizem que se ajustar ao clima é um tanto duro ainda mais pelo tempo nublado na maior parte do ano, a falta da luz do sol conta muito.

australia
Estudar Cursos de Inglês em escolas na Austrália

 PROS +
O clima é bom e as pessoas são amigáveis ​​e descontraídas. O estilo de vida é mais ao ar livre. As casas de família são de alta qualidade e as mesmas tendem a serem maiores do que os do Reino Unido e Irlanda.

CONT –
Se você gostaria de conhecer mais  a Austrália, são grandes as distâncias entre as cidades, e a passagem aérea é cara. Dito isto, há uma grande cultura de mochileiros na Austrália, muitas pessoas do Reino Unido, Irlanda e Canadá gastam um ano lá antes ou depois de cursos universitários, o que torna mais fácil encontrar alojamento e fazer amigos falando Inglês. O tempo pode ser muito quente e úmido no verão (dezembro a fevereiro).

 nova-zelandiaEstudar Cursos de Inglês em escolas na Nova Zelândia

 PROS +
Nova Zelândia é bem conhecida pelo cenário natural incrível. Há uma grande quantidade de atividades ao ar livre a preços acessíveis que permitem você tirar proveito disso. A Nova Zelândia é também um destino popular para mochileiros. As casas de família são de boa qualidade.

CONT –
É muito longe.

 

estados-unidosEstudar Cursos de Inglês em escolas nos Estados Unidos da América

PROS +
É um país grande, com cidades e paisagens incríveis. Educação de terceiro nível é muito bem desenvolvida. Mais de 600 mil estudantes estrangeiros estudam nos EUA a cada ano. A maioria das pessoas tem alguns preconceitos sobre os EUA e para visitar e ver como as pessoas vivem, na realidade, é interessante.

CONT –
Os americanos tendem a usar muito mais gíria do que outros países de língua inglesa. Se você gasta muito tempo com pessoas mais jovens, você pode acabar aprendendo um monte de palavras que ninguém fora de seu grupo de amigos irá entender comparado a outros países que falam Inglês. O Inglês falado é menos internacional e menos gramaticalmente correto. Há muito mais trabalho de papelada envolvida na aplicação para as escolas dos EUA, se você precisar de um visto. Embora isso possa não ser necessário se estudar por menos de 18 horas por semana por até três meses. Também as taxas de inscrição são bastante elevadas, o que deve ser pago. Em muitos casos é ilegal trabalhar, mesmo quando você tem um visto e, mesmo quando você está autorizado (legalmente). Você provavelmente vai engordar.

 

canadaEstudar Cursos de inglês em escolas no Canadá

PROS +
O custo é mais baixo do que nos Estados Unidos. Os canadenses geralmente falam Inglês mais corretamente do que os seus vizinhos norte-americanos e usam menos gírias. Em comparação com os EUA e Caribe, escolas de Inglês são muito mais desenvolvidas, o processo de aplicação para o visto também é mais simples e mais barato do que os EUA. É muito fácil viajar para os EUA do Canadá.

CONT –
Há longas distâncias entre as cidades. Faz muito frio no inverno.

cidade-caboEstudar Cursos de Inglês em escolas na África do Sul

PROS +
O custo dos cursos é menor do que é o custo de vida. O tempo é bom. Inglês neutro que é falado de forma mais lenta do que em outros países. Você também tem a oportunidade de vivenciar a cultura africana e ir a um safari.

CONS –
África do Sul não é tão segura como em outros países. Existem problemas sociais, o que significa que não é seguro estar nas ruas no final do dia. É um país bastante quente.

 

maltaEstudar Cursos de Inglês em escolas em Malta

PROS +
O clima é quente. É um país pequeno, para todos os lugares é perto. O custo é inferior ao de outros países europeus. Para algumas nacionalidades aplicações de entrada e de vistos são muito mais fáceis.

CONT –
O Inglês não é a primeira língua da maioria da população. É muito difícil encontrar trabalho. Muitas das instalações das escolas não são de tão alto padrão como em outros países.

 Imagebysafa2Estudar Cursos de inglês em escolas no Caribe

PROS +
O custo é mais baixo do que em outros países. O clima é bom o ano todo. Há uma forte infraestrutura turística.

CONT –
Não há uma longa história de escolas inglesas no Caribe. É difícil encontrar trabalho.
Depois de vermos as possibilidades de países para estudar o idioma em questão, acrescentei no post um diálogo de aeroporto para a sua primeira viagem internacional e dicas de vocabulário.

Dialogue example

Agent: Good afternoon! Where are you flying to today?
Dan: Los Angeles.
Agent: May I have your passport, please?
Dan: Here you go.
Agent: Are you checking any bags?
Dan: Just this one.
Agent: OK, please place your bag on the scale.
Dan: I have a stopover in Chicago – do I need to pick up my luggage there?
Agent: No, it’ll go straight through to Los Angeles. Here are your boarding passes – your flight leaves from gate 15A and it’ll begin boarding at 3:20. Your seat number is 26E.
Dan: Thanks.

TIPS:

  • Instead of “Where are you flying today?” the agent may ask “What’s your final destination?” The answer will be the same!
  • You can say “Here you go” anytime you give something to somebody
  • To check your bags means to put them on the airplane inside the cargo compartment. The small bag you take with you on the airplane is called a carry-on. You need to put your carry-on bags through the X-ray machine at security.
  • The scale is the equipment that tells you the weight of your luggage (45 kilograms, for example)
  • A stopover or layover is when the airplane stops in a different city before continuing to the final destination
  • If the agent says that your luggage will go straight through, it means it will go directly to the final destination (and you don’t need to pick it up during your stopover)
  • Boarding passes are the tickets that permit you to enter the airplane
  • When a plane begins boarding, it means that the passengers start to enter the plane. Usually boarding time is 30-60 minutes before takeoff (when the plane leaves)
  • “There has been a gate change.”
    (this means the flight will leave from a different gate)

 

Vocabulary:

travel agency – agência de viagem
flight reservation – reserve de vôo
hotel reservation – reserva de hotel
visa – visto de entrada
air ticket – passagem aérea
airplane ticket – passagem aérea
flight ticket – passagem aérea
one-way ticket – passagem só de ida
round-trip ticket – passagem de ida e volta
airport – aeroporto
airline – companhia aérea
departure – partida
arrival – chegada
rest room – banheiro, toilete
airline counter – balcão da linha aérea
check in (a flight, a hotel) – despachar a bagagem e receber o cartão de embarque; registrar-se em um hotel
check out (hotel) – fechar as contas
baggage – bagagem
luggage – bagagem
suitcase – mala
briefcase – maleta de mão
hand baggage – bagagem de mão
carry-on bag – bagagem de mão
boarding pass – cartão de embarque
baggage ticket – ticket da bagagem
lost baggage – bagagem extraviada
gate – portão
Disembarkation Card – cartão de desembarque, documento exigido por alguns países e distribuído no avião
Arrival/Departure Record – documento de registro de chegada e partida, semelhante ao anterior e também normalmente distribuído no avião.
Customs Declaration – documento de declaração à alfândega
Accompanied Baggage Declaration – documento de declaração à alfândega semelhante ao anterior.
immigration control – contrôle de imigração
immigration officer – fiscal de imigração
baggage claim area – área de recebimento de bagagem
conveyor – esteira transportadora da bagagem
customs – alfândega
go through customs – passar pela alfândega
customs officer – fiscal alfandegário, oficial da receita federal
lockers (available at hotels, airports, train stations and bus terminals) – armários de chavear para guardar malas temporariamente
airport limousine – microônibus que faz transporte entre aeroporto e hotéis
shuttle bus – ônibus que circula entre diferentes terminais nos grandes aeroportos

 

Até a próxima!

Próximo

Postado por

Postagem Relacionada

Entenda o porquê de traduções nem sempre funcionarem na língua inglesa
Você já tentou fazer uma tradução do inglês para o português e ficou meio esquisita