anterior
Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+Email this to someoneShare on Facebook
QR CODE

Invocação do Mal 2: Ed e Lorraine Warren

Além dos filmes de heróis, animações e Live Actions que conquistam a indústria cinematográfica, o terror vem ganhando cada vez mais espaço. No cinema atual, dois nomes têm sido mencionados no gênero do terror: Ed e Lorraine Warren. Mas afinal, quem são os Warren e por que aparecem tanto em filmes de terror? Qual a verdadeira relação deles com o filme “Invocação do Mal 2”?

 

Edward & Lorraine Warren

Ed Warren se intitulava por demonologista: estudava o sobrenatural e paranormal. Buscava entender os mistérios do oculto, investigar possessões demoníacas e fraudes. Nascido em 1926 e falecido em 2006, aos 5 anos disse ter o primeiro contato com o oculto numa casa mal assombrada onde morava.

Quando adolescente, antes dos 16 anos, sobreviveu a um naufrágio e quando voltou para sua cidade conheceu Lorraine R. (ainda viva) e pouco tempo depois se casaram. Após a segunda Guerra Mundial, Ed teve a primeira filha com Lorraine e vivia de arte nos Estados Unidos.

Casal Warren

Edward e Lorraine Warren. Fonte: http://image.masslive.com/home/mass-media/width620/img/entertainment/photo/20563303-mmmain.jpg

Através da arte, começaram a investigar casas assombradas, presentes nas pinturas feitas por Ed. Em 1965 tiveram um contato muito próximo com o sobrenatural, onde conseguiram identificar o espírito de uma criança que procurava por sua mãe. Ed Warren é um dos mais respeitados demonologistas da história. Lorraine, diferente de Ed, é mediúnica sensitiva e relata, junto ao seu marido, ter passado por mais de 10 mil investigações do sobrenatural.

 

Casos mais famosos

Dentre as investigações paranormais realizadas pelo casal, estão “Amityville: A casa do horror“, “Annabelle” e “Harrisville” que inspirou o filme “Invocação do Mal“.

 

INVOCAÇÃO DO MAL 2

Invocação do Mal 2

Conjuring 2. fonte: http://images.fandango.com/images/fandangoblog/the-conjuring-trailer-000.jpg

Apesar de muitas pessoas terem ido aos cinemas por conta dos Warren, eles pouco participaram do caso de Enfield na Inglaterra, que inspirou o filme “Invocação do Mal 2” . O caso de Enfield foi considerado possessão ou Poltergeist. Também houveram investigações quanto a uma possível fraude ou brincadeira das meninas. Foram relatados, inclusive por policiais e jornalistas, que objetos dentro da casa flutuavam, orbes brilhantes atravessavam a casa, uma das meninas que moravam na casa chegou a levitar e foi fotografada, entre outros relatos. No entanto, como dito anteriormente, eles não trabalharam no caso, chegaram a visitar a casa, mas ficaram menos de um dia e foram convidados a se retirar pelo investigador da Sociedade de Pesquisas Psíquicas, Maurice Grosse, que disse que a casa era habitada por um espírito que se chamava “Fred” e queria apenas perturbar as meninas.

Apesar de não estarem muito presentes na história original, houveram muitas outras histórias que eles participaram ativamente. Veja alguma delas:

 

AMITYVILLE

Casa de Amityville - Fonte: http://static1.squarespace.com/static/53323bb4e4b0cebc6a28ffa2/53573350e4b0758dd79db484/53f79817e4b0f40165910d54/1461542434132/?format=1000w

Casa de Amityville – Fonte: http://static1.squarespace.com/static/53323bb4e4b0cebc6a28ffa2/53573350e4b0758dd79db484/53f79817e4b0f40165910d54/1461542434132/?format=1000w

O primeiro caso a evidenciar o casal foi o do assassinato na casa 112, Ocean Avenue na cidade de Amityville, onde o filho mais velho da família DeFeo, Ronald Butch DeFeo Jr., assassinou sua família, composta por Ronald Defeo (pai), Louise DeFeo (mãe), Ronald Butch DeFeo (24 anos, filho mais velho), Dawn DeFeo (18 anos, filha mais velha), Allison DeFeo (13 anos, filha), Marc DeFeo (12 anos, filho) e John Mathew DeFeo (9 anos filho), por volta da “Hora Morta” (03:00AM). Ronald alegou ter sido possuído e ter ouvido vozes mandando que matasse todos em sua casa. Chegou a alegar ter sido o próprio Deus o mandante do crime. Ronald foi preso e recebeu mais de 6 penas de prisão perpétua, sendo considerado um psicopata.

Família DeFeo - Fonte: http://www.warrens.net/family.jpg

Família DeFeo – Fonte: http://www.warrens.net/family.jpg

Em dezembro de 1975, 13 meses após a matança que chocou o mundo, a família Lutz se mudou para a mesma casa onde morou a família DeFeo em Amityville. Logo no dia da mudança, o casal George e Kathy Lutz pediram que um padre amigo deles, Pe. Frank Ralph Pecoraro benzesse a casa onde morariam com seus 3 filhos Daniel (Danny Lutz) Lutz (9anos), Christopher Lutz (7 anos) e Missy Lutz (5 anos). No entanto, Pecoraro disse ter ouvido vozes pela casa vazia e ter ouvido um homem ordenando que saíssem de lá.

Família Lutz - Fonte: http://images-cdn.moviepilot.com/image/upload/c_limit,h_315,w_478/t_mp_quality/screenshot-2014-12-18-at-18-04-20-the-dark-true-story-behind-amityville-the-awakening-png-202950.jpg

Família Lutz – Fonte: http://images-cdn.moviepilot.com/image/upload/c_limit,h_315,w_478/t_mp_quality/screenshot-2014-12-18-at-18-04-20-the-dark-true-story-behind-amityville-the-awakening-png-202950.jpg

Vários eventos considerados “paranormais” aconteceram, inclusive com o padre, quando seu carro começou a abrir portas, capô, ligar limpador de para-brisa e até mesmo estourar o vidro do carro. Como medida desesperada, Frank chamou o casal Warren, que foram investigar a casa e, inclusive, foram atacados. Após 28 dias da mudança, a família resolveu abandonar a casa, alegando que ela estava “assombrada”.

Hoje, uma família mora na casa e diz não presenciar nada de paranormal, apenas rangidos da casa irlandesa de madeira, devidos a dilatação térmica.

HARRISVILLE

Um dos casos mais famosos foi a história que inspirou a criação do filme “Invocação do Mal” e deixou o casal mais famoso. A casa envolvida na história conta com mais de 300 anos de idade. No começo dos anos 70, a família Perron mudou-se para a casa de Harrisville e lá morou durante uma década.

A família declarou ter visto o fantasma de uma criança, que queria brincar com as demais crianças da casa, o fantasma de um menino que brincava pelos corredores da casa com seu carrinho de madeira, o fantasma de uma mulher que ficava olhando as crianças, o fantasma de uma babá, um fantasma que exalava um perfume adocicado pela casa e espíritos e demônios zombeteiros, que levitavam objetos na casa, e até mesmo as crianças, um fantasma que tinha um choro contínuo e chamava por sua mãe, fantasmas (ou entidades) que batiam portas, derrubavam objetos, puxavam os pés, cabelos, arranhavam e, segundo amigos da família, tentavam até molestar uma das meninas da casa.

Segundo a investigação dos Warren, muitos dos fantasmas e entidades que possuíam os moradores da casa na época eram moradores antigos da casa, onde houveram homicídios, suicídios, casos de bruxaria (como a bruxa BathSheba, que por ironia do destino é o mesmo nome da minha irmãzinha… mas ela não é uma bruxa, eu acho..rs. E se for, não é do mal :P), estupro e assassinato de uma menina de 11 anos entre outros casos na casa de mais de três séculos de história.

Só que na história original, os Warren foram expulsos pela família Perron e não conseguiram concluir o trabalho.

 

AnnaBelle

Neste caso, Lorraine Warren mantém a boneca AnnaBelle em seu museu até hoje.

Boneca Annabelle usada no filme (esquerda) e a boneca real AnnaBelle (direita), exposta no museu Warren. Fonte: http://pbs.twimg.com/media/By2hPnwIIAAsE0R.jpg

Boneca Annabelle usada no filme (esquerda) e a boneca real AnnaBelle (direita), exposta no museu Warren. Fonte: http://pbs.twimg.com/media/By2hPnwIIAAsE0R.jpg

Segundo Donna, uma enfermeira que ganhou a boneca da mãe, AnnaBelle se mexia, andava pelos cômodos da casa. Inicialmente, acharam que a boneca estava possuída pelo espírito de uma garotinha que morreu no prédio onde Donna morava e se sentia sozinha, então resolveram manter a boneca, que escrevia em papiro mensagens como “Help” e “Help it”.

Tempos depois, a boneca começou a ficar violenta, a atacar um dos amigos de Donna. Pe. Reagan e Pe. Cooke, que conheciam a família de Donna, chamaram o casal Warren e constataram que a boneca não estava possuída por nenhuma entidade, mas sim, sendo usada como um objeto para tentar possuir uma das moradoras da casa. Eles retiraram a boneca da casa de Donna.

A boneca tentou matar o casal a caminho do museu do ocultismo do casal Warren e, hoje, a boneca está numa caixa de vidro, exposta no museu do ocultismo. Diz a lenda que a boneca matou um jovem que foi até o museu e zombou da mesma. O museu está aberto para visitação na casa dos Warren.

Além da AnnaBelle, o museu conta com objetos amaldiçoados, objetos possuídos por entidades e objetos assombrados, fora as pinturas originais do Ed Warren. É expressamente proibido tocar em qualquer um dos objetos, sendo que o local é benzido semanalmente por um padre e, sempre que Annabelle tenta sair da caixa, um padre vai até o local molhá-la com água benta.

Essa foi a história do casal Warren que, juntos por mais de 40 anos, investigaram muitos casos que vão virar filmes nas telonas Hollywoodians. Vale lembrar que os filmes sempre adicionam fatos e/ou mudam alguns eventos originais, para poder adaptá-los para os cinemas.
É isso aí, galerinha! Espero que não tenham ficado com medo. E se ficaram, não se esqueçam de cobrir os pés a e cabeça quando forem dormir. Sempre funciona 😛

Se estiverem interessados e souberem inglês, assistam as entrevistas com o casal Warren nos vídeos que vou deixar aqui. E se não estudam inglês ainda, estão esperando o quê? Venha estudar conosco!
Bye-bye!

 


Sobre o Autor

euo

Oh! Hello! I’m the Doctor! Fala, galerinha! Eu sou o Erik Sartor, instrutor de inglês em Cotia. Sou paulistano, vegetariano e apaixonado pela Irlanda e Doctor Who. Até a próxima!

Próximo

Postado por

Postagem Relacionada

zumbilandia[1]
10 filmes de terror para assistir no Halloween
Confira uma super lista de 10 filmes de terror para você passar o Halloween assistindo