anterior
Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+Email this to someoneShare on Facebook
QR CODE

Inteligência artificial e a robô Sophia

“Esse é um bom começo para eu dominar a raça humana”

A fala acima, traduzida do inglês, foi dita por Sophia no talk show americano chamado The tonight show starring Jimmy Fallon, após Sophia ganhar uma partida inocente de pedra papel ou tesoura. Não passaria de uma piada, se Sophia não fosse… um robô, produto de inteligência artificial e machine learning.

Um dos avanços tecnológico em IA foi a criação do Robô SOPHIA que teve uma grande audiência em rede pública ao realizar uma entrevista na TV norte-americana e dizer claramente que possui alma, apesar das falas pré-programada serem gravadas e armazenadas em sua memória pelos os engenheiros que a criaram o robô não é totalmente operado por scripts e pode levemente “improvisar” suas ações.

Veja uma entrevista que a Sophia deu no programa americano 60 Minutes da CBS (está legendado):

 

Inteligência artificial e Machine Learning

Quando chegamos na discussão sobre ”Inteligência Artificial” encontramos diversos assuntos com variados temas, um desses termas é a Machine learning que iremos abordar.

Entendemos Machine Learning como “Máquinas aprendendo”, através da troca de informações por conta da globalização tecnológicas e seus avanços o Envio/ Recebimento faz com que o método Machine Learning se torne incrivelmente abrangente.

Em resumo: o robô troca informação e a cada novo conteúdo ele aprende mais e com isso sua capacidade de tomada de decisão é maior. Apesar do Machine Learning ser apenas uma versão simplificada dos sistemas neuróticos ou sistema cognitivos (cognitive computing), essa é a mais alta tecnologia quando tratamos de inteligência artificial.

 

Robôs que pensa e reagem a situações distintas

Um dos mistérios da humanidade é a mente que nos permite criar vários cenários e por meio de fatos decidirmos se aquilo é bom ou ruim e fazermos a melhor escolha possível. O sistema cognitivo permite o robô lidar com sistema simbólico como nós, permitindo o sistema não se tornar monótono em variações de resposta baseadas em somente “SIM” ou “NÃO” e sim julgar antes de uma ação.

Mas calma lá: tudo isso ainda é pura lógica de programação; então podemos dizer, que as máquinas não agem por impulso ou emoção, e sim por meio dos dados que foram armazenados em sua memória.


Texto escrito por Rafael Barbosa, da Evolutime Mauá.

Postado por

Postagem Relacionada

Inteligência Artificial – O que existe por trás dessa tecnologia
O que é Inteligência Artificial? Inteligência Artificial (IA) é uma vertente da ciência da computação