anterior
Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+Email this to someoneShare on Facebook
QR CODE

GIT: versionamento e produtividade sem medo

Fala galera, tudo bem? Espero que sim, no post de hoje iremos entender de uma vez por todas o que é GIT e como posso aplicá-lo em nossos projetos.

Não sei se todos conhecem ou trabalham com programação, se não conhecem é importante saber que a vida de programador é uma função empolgante e desafiadora.  :)

Pois sempre há uma pressão por entregas rápidas  de funcionalidades,  devem se perguntar onde ele entra se encaixa?

É justamente nesse ponto que ele entra, por ter que entregar as novas funcionalidades rápidas, muitos desenvolvedores ficam com certo tipo de medo em remover códigos que não estão sendo mais utilizados, e até mesmo que estão comentados. Não preocupe caso não trabalhe com desenvolvimento de sistemas, mas se pretende trabalhar pode ter certeza que irá encontrar muitos destes códigos comentados.

Vamos botar a mão na massa!

 

Instalação e configuração GIT

O passo a passo é bem simples:

1º. A Instalação no computador. Acesse: Git for Windows  (Windows).

github-windows

Caso seu sistema operacional for diferente de Windows.

Apple

Acesse: Git for MAC

GitHub for MAC

Linux

Para efetuar a instalação no Ubuntu, ou em alguma outra distribuição baseada no Debian, execute no terminal.

$ sudo apt-get install git

Para outras instalações do Linux acesse: Git for Linux

GitHub-Linux

Importante: Nosso tutorial será utilizado Windows. :)

Após fazer o download vamos a instalação:

Ao executar o instalador a janela mostrada informa os termos e licenças.

licenças GitHub

Clique em Next, na próxima tela é exibido os componentes a serem instalados, verifique se a opções estão marcadas conforme a imagem. Clique em Next.

select-components

Agora é a parte de configuração das variáveis de ambiente, como mencionei no início utilizaremos apenas o GIT Bash, deixe igual a imagem, clique em Next.

git-bash

A próxima tela é a configuração do terminal utilizado, eu particularmente prefiro o terminal default MSYS2, mas quem quiser utilizar no Prompt de comando do Windows fique a vontade.

git-teminal

Nesta Janela configuramos as janelas de opções extras, habilitar sistema de cache de arquivos e também autenticação ao de software como o Visual Studio, entre outros.

git-extra

Uma nova janela de configurações extras surgirá, a difftool ferramenta utilizada para comparar e editar arquivos.

git-diff

E finalmente a instalação :)

install

end-install

A grande maioria que utiliza Windows não possui muito costume de utilizar prompt de comando, o GIT possui uma ferramenta gráfica, mas não utilizarei neste tutorial. Quem sabe em um outro momento, é vocês comentarem aí no post pedindo que eu dou continuidade no GIT!

 

Configurando o usuário no GIT

Para isso execute o caminho:

Menu iniciar -> Todos os Programas -> GIT -> GIT BASH

terminal-git

Execute os comandos:

$ git config –global user.name “Seu_nome”  (Pressione Enter)

$ git config –global user.email Seu_email (Pressione Enter)

E por fim digite o comando

$ git config –list

Se tudo estiver certo deverá ver que seu usuário e e-mail estão configurados corretamente.

git-config-user

 

 

Vamos agora criar uma pasta, pode ser no Desktop mesmo, coloquei o nome de Evolutime.

git-folder

 

 

 

Agora novamente no terminal Bash  navegue até a pasta.

git-browser

 

E inicializamos o nosso repositório com o comando.

git-init

 

Deverá aparecer uma mensagem semelhante a seguir.

git-empty-repository

 

 

Pronto, nosso repositório foi criado porém o mesmo esta vazio.

(Repositório é a pasta criada para o Git controlar a versão).

Dentro da Pasta Evolutime crie um arquivo  com o nome de cronograma.txt e adicione conforme a imagem abaixo

 

Ficando assim:

cronograma

 

1 2 3… testando!

Será que esta tudo pronto? O arquivo já esta versionado?

Bom sempre que quisermos ver a situação do arquivo utilizamos, o comando:

$ git status

Faça o comando acima dentro da pasta Evolutime no Git bash.

A saída será algo parecido com a imagem a seguir:

git-status

Notou que o status do seu repositório esta como Untracked?

Untracked é um status que indica que arquivos estão dentro da pasta porém eles não estão sendo versionados pelo Git. O nome do arquivo fica destacado com a cor vermelha.

Precisamos informar para o git que este arquivo “cronograma.txt “ precisa ser versionado, para adiciona-lo ao git digite o comando:

$ git add cronograma.txt  

Note que não aparecerá mensagem nenhuma, para verificar como esta o repositório digite novamente o comando.

$git status

E surgirá a seguinte mensagem.

git-status1

Seu arquivo agora está com o status Changes to be committed, ou seja, seu arquivo está pronto para entrar no controle de versão.

Agora precisamos gravar as mudanças no repositório com o comando.

$ git commit –m “Cronograma  da aula de git”

O (-m) é utilizado para uma breve descrição sobre o arquivo, o que foi feito por exemplo.

Deve aparecer a seguinte mensagem informando que em nosso caso 1 arquivo foi carregado.

git-commit

Se você estiver pensando por curiosidade em digitar o comando.

$ git status

Terá a seguinte  mensagem.

git-status2

Se você deseja ver as alterações em seu repositório digite o comando.

$ git log

Aparecerá a seguinte mensagem informando, o autor a data e hora e o que foi feito.

git-log1

 

Vamos exercitar?

Entre no arquivo cronograma.txt e adicione mais uma linha.

– Aula 4 -> Aprendendo os passos principais do Git.

Repita todo o processo acima e na saída final veja o log como na imagem.

git-log2

Note que existem 2 logs, pois foram realizados 2 commits.

Bom galera por hoje é somente isso, vou ver se em um futuro próximo eu faça um tutorial versionando utilizando o github. Até lá :)


Instrutor Ackeley

Sobre o autor

Opa, sou Ackeley Lennon tenho 29 anos (quase 30, mas vamos deixar isso de lado! 😉 ).

Estou concluindo o Curso de Ciência da Computação, sou instrutor em Guarulhos desde 2012. Colaborador no projeto Torne-se um Programador. Sempre procuro aperfeiçoar meus conhecimentos na área. Caso tenham dúvidas, utilizem o campo de comentários para perguntar; ficarei feliz em responder.

Próximo

Postado por

Postagem Relacionada

Grammar_1
Personal Pronouns
Hello folks! Hoje irei falar sobre os nossos amigos “Personal Pronouns’’, que são muito utilizados na