anterior
Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+Email this to someoneShare on Facebook
QR CODE

10 resoluções de Ano Novo para web designers

Resoluções para 2014 

Muitas pessoas gostam de fazer resoluções de Ano Novo. Ainda que a maior parte não consiga cumpri-las, é um exercício interessante e de grande utilidade para que possa acompanhar a evolução dos seus projetos e ideias durante o transcorrer do ano. Se você não tem esse costume, adote-o: pessoas que fazem resoluções tem muito mais chances de alcançar seus objetivos do que aqueles que não o fazem.

Como inspiração, nós enumeramos 10 resoluções de Ano Novo para você considerar em 2014. Obviamente você não precisa se comprometer com todas elas, mas se conseguir cumprir uma ou duas, isso com certeza o ajudará a inspirar-se e melhorar a sua vida profissional. E ainda poderá fazer uma reflexão sobre quais seriam as 10 resoluções ideais para você!

Boa leitura!

1. Considere cuidadosamente a melhor técnica de design para cada projeto

Técnicas de design

Design Responsivo é a bola da vez e a opção mais apropriada para a maioria dos sites hoje em dia (já falei do assunto aqui, no primeiro post do blog, lembra-se?) Mas isso não significa que seja a melhor solução para tudo. Há uma série de diferentes elementos e técnicas que podem ser explorados e alguns são mais adequados para determinados projetos do que outros. Descubra o que realmente o seu cliente necessita, qual o público alvo e, em seguida, usar a melhor solução para cada um de seus projetos.

E não tenha medo de abrir mão de um projeto ágil, se você não sente que é certo para o projeto. Há casos em que criar sites para as versões móveis e criar outros para desktop em separado ainda são a melhor solução.

2. Pare de seguir cegamente as tendências de design em vez utilizar os elementos adequados para seus projetos

Tendências de design

Quantas vezes você já usou um elemento de design só porque você estava vendo em todos os lugares? Ou porque o seu cliente tinha visto isso em todos os lugares e insistiu em usá-lo para o seu site? Provavelmente mais vezes do que a gostaria de admitir.

Em vez de seguir cegamente as tendências de design e criação de sites em qualquer que seja o “melhor estilo dos últimos tempos da última semana”, considere cuidadosamente o tipo de impressão que seus projetos devem causar e, em seguida, projete tudo de acordo.

Às vezes, isso pode significar que você não precisa fazer o que o seu cliente determinou. Tudo bem: seu trabalho como designer é orientá-lo na tomada de decisões corretas para o seu site. Não tenha medo de fazer esse trabalho, afinal o especialista aqui é você!

 3. Não copie tudo, acrescente, desenvolva: menos Chacrinha, mais Lavoisier

Crie e não copie

Todos nós, web designers, temos a tendência de nos inspirarmos nos trabalhos de outras pessoas. “Tudo se copia, nada se cria”, como dizia o antigo apresentador de televisão, certo? Não é bem assim. Tente mudar esse triste mantra que parece ser repetido cada vez nas escolas e agências. Tente substituí-lo para o “nada se cria, mas tudo se transforma” como afirmava Lavoisier. Se “inspirar-se” nos trabalho dos outros é inevitável, transformar essa inspiração em ideias novas é fundamental. Muitas pessoas veem algo bonito e funcional que outro designer fez e então “emprestam” as ideias do criador, possivelmente aprimorando-as um pouco para torná-las menos reconhecíveis e utilizá-las sem remorso. É bom para ter inspiração de trabalho de outro designer, mas você vai ter resultados muito melhores se você criar seus próprios projetos, sem copiar o trabalho dos outros. E se por algum motivo você precisa de uma solução pronta, procure encontrar recursos legais ou open-source para usar.

 4. Aprenda mais programação

Aprenda mais programação

Você nunca vai ser um grande desenvolvedor de páginas web se continuar a ser um mero copiador de códigos. Arrisque-se, desenvolva seus próprios blocos de programação. Muitas vezes você irá errar, falhar e mesmo perder a paciência com tudo. Mas estará praticando, e esse é um passo fundamental para o aprendizado de programação (também já falei sobre esse assunto aqui).

Escrever seus próprios códigos é uma prática que pode levar anos para desenvolver um conjunto satisfatório de habilidades, mas com um pouco de prática e domínio de alguns princípios básicos, você pode alcançar seus objetivos. Que tal começar para valer nesse ano que se inicia?

5. Encontre o equilíbrio perfeito com as redes sociais

Equilibrio nas redes sociais

Quanto tempo você perde com as redes sociais em atividades que não tem nada a ver com a sua profissão? E quanto tempo você dedica aos fins profissionais?

O Facebook, Twitter e Instagram, além de outras redes, tornaram-se parte integrante de nossas vidas cotidianas. Mas é preciso dominá-las e encontrar o equilíbrio na forma como usá-las, tanto na nossa vida pessoal e profissional. Muitas vezes, para algumas pessoas, as redes sociais tornam-se um grande buraco negro sugador de tempo e energia. Para onde foi o tempo que você ia dedicar aquele novo projeto? O que houve com o tempo que ia se dedicar aos estudos? Pois é, na maioria das vezes, perder tempo apenas navegando pelos posts e curtir fotos e vídeos engraçadinhos podem roubar uma parte importante do seu dia.

Descubra qual a quantidade ideal de tempo é realmente necessária para você, quais os serviços que você realmente precisa usar e o que você pode fazer sem precisar dessas redes, para que no futuro não fique se lamentando pela falta de tempo para seus projetos!

 6. Aprenda coisas novas!

Aprenda coisas novas

O desenvolvimento profissional é importante. A web está em constante mudança, e se você quiser ficar no topo de seu jogo, você precisa mudar com ela.

Faça um esforço para aprender coisas novas o tempo todo. Aprenda novas estruturas, novas linguagens, novas metodologias, novos conceitos. Você pode fazer isso tomando aulas formais ou simplesmente lendo artigos e tutoriais on-line. Qualquer um dos dois é ótimo, desde que funcionem para você. Faça cursos extras de especialização, participe de oficinas, exija mais do seu professor do curso de web design: quem ganha com isso é você!

 7. Encontre novas maneiras de gerar renda

maneiras de gerar renda

Existem toneladas de maneiras de ganhar a vida no mundo do web design. Muitos de nós nos concentramos apenas em um ou outro freelancer ou ter um emprego em uma agência. Mas por que não ampliar as perspectivas? As opções são muitas: ebooks, aulas, conteúdo pago, desenvolvimento de aplicativos… ou que tal tudo isso junto?

Diversificar seus fluxos de renda também é uma ótima maneira de incrementar sua carreira, e ainda lhe dá opções de continuar a ganhar dinheiro se alguns ramos de trabalho entrarem em crise. Pense nisso!

 8. Torne-se um especialista em algo

Torne-se especialista

Se você lida com web design, sabe que a quantidade de conhecimento envolvido para desenvolver sites não é pequena, e não é fácil ser bom em tudo. Na verdade, não precisa ser assim. Você pode estudar mais um determinado aspecto ou matéria que mais lhe agradar e se tornar alguém que tem uma grande vantagem sobre um assunto. Ser especialista em alguma coisa também significa que você pode cobrar uma taxa de prêmio e construir uma reputação com mais facilidade.

E isso não significa que você tem de se concentrar exclusivamente em uma única coisa, mas muitas vezes significa que é mais fácil de introduzir-se no mercado através do boca a boca.

9. Ensine outras pessoas e aprenda com isso

Ensine os outros

Ensinar para uma classe ou oficina, ou até mesmo escrever um tutorial, é uma ótima maneira de aperfeiçoar suas habilidades. Além disso, partilhar os seus conhecimentos com outras pessoas pode ser uma ótima maneira de gerar um pouco de renda, como escrevi antes. Tanto em oportunidades de ensino on-line, bem como oportunidades em sua comunidade local. A Prefeitura de sua cidade pode estar procurando alguém para dar um workshop sobre o que faz e como fazer um site. Um centro de idosos pode estar ansioso para alguém oferecer ajuda para o uso da internet. Ou um centro comunitário pode querer oferecer uma aula para os pais para ajudar a manter seus filhos seguros on-line. Como um profissional de web, você pode ser qualificado para qualquer uma dessas coisas! Que tal?

10. Aperfeiçoe o seu fluxo de trabalho

Fluxo de trabalho

A maior parte dos web designers não tem um fluxo de trabalho aperfeiçoado. Eles geralmente juntam pedaços de trabalho em conjunto sob certas circunstâncias, mas não tem um processo definido para completar projetos.

Aproveite o tempo para descobrir o melhor fluxo de trabalho para você este ano. Olhe para o que você está fazendo atualmente. Descubra onde estão as falhas e encontre maneiras de minimizá-las. Um grande fluxo de trabalho fará com que você se torne mais produtivo a longo prazo, fazendo com que economize tempo, trabalho e potencialmente, gere mais renda.

Faça de 2014 um grande ano!

Se você irá definir resoluções ou não, agora é a hora de decidir que 2014 vai ser um grande ano. Aproveite o tempo para pensar sobre o que você quer e definir algumas metas para si mesmo em termos de carreira ou desenvolvimento de negócios. Tão importante quanto pensar sobre o que você quer de 2014 é reservar um minuto para descobrir o que você também não quer no próximo ano, e como proceder para eliminar essas coisas de sua vida profissional.

E você, o que acha? Quais são as suas resoluções profissionais para este ano? Compartilhe nos comentários abaixo.

O Blog do Web Design espera que você encontre o seu tão sonhado equilíbrio e suas realizações profissionais nesse ano que irá iniciar. Continue conosco que estamos preparando um novo ano cheio de matérias, tutoriais e muito conhecimento para você!

Nas próximas semanas o blog entrará em recesso temporário, mas republicaremos os posts que mais fizeram sucesso durante o ano.

Um grande abraço a todos e… até o ano que vem! Boas festas! 

Próximo

Postado por

Web designer, Ilustrador e produtor visual gráfico, santista de nascimento e de coração, amo o que faço e estou muito feliz em fazer parte da equipe Microcamp.

Postagem Relacionada

GIT: versionamento e produtividade sem medo
Fala galera, tudo bem? Espero que sim, no post de hoje iremos entender de uma